Espera no Senhor e suas Forças serão Renovadas!
16 de janeiro de 2018
Vivendo a vontade de Deus
28 de janeiro de 2018

E veio a palavra do SENHOR a Jonas, filho de Amitai, dizendo: Levanta-te, vai à grande cidade de Nínive, e clama contra ela, porque a sua malícia subiu até à minha presença. porém, Jonas se levantou para fugir da presença do Senhor para Társis. E descendo a Jope, achou um navio que ia para Társis; pagou, pois, a sua passagem, e desceu para dentro dele, para ir com eles para Társis, para longe da presença do Senhor. Mas o Senhor mandou ao mar um grande vento, e fez-se no mar uma forte tempestade, e o navio estava a ponto de quebrar-se. Então temeram os marinheiros, e clamavam cada um ao seu deus, e lançaram ao mar as cargas, que estavam no navio, para o aliviarem do seu peso; Jonas, porém, desceu ao porão do navio, e, tendo-se deitado, dormia um profundo sono. – JONAS 1:1-5

INTRODUÇÃO

Os Ninivitas (ou Assírios) eram um povo mau e violento que em diferentes momentos havia ferido Israel (Reino do Norte). Por essa razão Jonas os odiava e não queria que a misericórdia de Deus os alcançassem. Para evitar o arrependimento dos seus inimigos, Jonas fugiu da missão, mudando de rota e entrou em um navio que ia para Társis. Nesse navio havia muitos outros, que assim como Jonas, tinham seus corações desviados dos propósitos de Deus. O versículo 5 mostra que tais homens eram idólatras, seguiam outros deuses. Então o Senhor causou uma tempestade a ponto do navio quase quebrar, e o que aconteceu em seguida é uma lição de vida que serve para todos nós. Meditemos juntos a respeito:

O QUE VALE MAIS: A VIDA OU AS COISAS?

Diante da iminência da morte, aqueles homens pegaram suas fazendas e lançaram ao mar para tornarem o navio mais leve e, de alguma forma, tentarem salvar suas vidas. Certamente eles trabalharam arduamente para conquistar tal fazenda, mas perceberam naquele exato momento que “a vida vale muito mais do que as coisas”. Passam-se os anos, mas essa verdade permanece: “Nossa alma é o bem mais importante que temos a zelar”, pois, todas as demais coisas passarão.

VOCÊ TEM PREPARADO SUA ALMA?

Em nossas cidades a vida é bastante agitada, as pessoas vão de um lado para o outro buscando conquistar e acumular bens/riquezas – somos a sociedade do consumo. O problema é que na busca desenfreada pela conquista das coisas materiais, muitos têm deixado de preparar sua alma.

Em Lucas 12:16 – 21, Jesus conta a parábola de um homem rico que decidiu derrubar seus celeiros e construir outros maiores para colher seus frutos; mas Deus lhe disse: “Louco, esta noite te pedirão a tua alma, e o que tens preparado para quem será?”. E se te fizeres a mesma pergunta qual será a resposta? E se nessa noite te pedirem a sua alma? Para onde ela irá? Você a tem preparado ou as demais coisas têm sido mais importante para você?

NOSSA ALMA É ETERNA!

Em Eclesiastes 3:11 a bíblia nos revela que “Deus pôs a eternidade no coração do homem”. Nossa alma é eterna e as nossas escolhas e atitudes determinarão se passaremos a eternidade na presença de Deus (na Jerusalém Celestial) ou na agonia do Sheol (lago que arde com fogo e enxofre). Certamente, todos queremos passar a eternidade com Deus, mas não podemos perder de vista que cada dia de vida que o Senhor tem nos dado nessa terra é exatamente mais uma oportunidade para prepararmos a nossa alma para eternidade, se arrependendo dos nossos pecados, desviando-se da aparência do mal e o reconhecendo como Senhor e Salvador das nossas vidas!

CONCLUSÃO

Haja vista todas essas coisas, precisamos compreender que o trabalho justo é uma bênção, consequentemente, a prosperidade que procede de Deus é uma dádiva que vem dele. Mas nunca devemos inverter as prioridades; “nenhum sucesso material justifica o fracasso da alma”. Nossa missão principal é preparar a nossa alma para a eternidade com Deus; as conquistas terrenas também são importantes, mas não mais do que a nossa salvação, pois, de nada adianta “ganhar o mundo inteiro e perder a nossa alma” (Mc 8:36).

Por Me Adriano Kilala

DINÂMICA: Prioridades

Material: Chocolates (ou bombons) e feijão

Desenvolvimento: Colocar na mesa chocolates e um potinho de feijão. Chamar os discípulos e pedir para pegarem o que eles querem comer. A maioria (se não todos) irão pegar os chocolates. Perguntar por que ninguém pegou o feijão?

Conclusão: Somos imediatistas e por isso não pegamos o arroz (ainda não estava pronto). Queremos aquilo que é aparente mais gostoso e fácil. Mas se você olhar para o chocolate e para o feijão e ver qual é o mais nutritivo, você escolheria o feijão.

Muitas vezes trocamos aquilo que é primordial por aquilo que já está pronto ou que aparentemente é mais gostoso. A vida é assim! Não troque sua prioridade que é Jesus por aquilo que é aparentemente mais fácil e gostoso. Não alimente sua alma.

Os comentários estão encerrados.