O Temor ao Senhor
11 de março de 2020
Aviso 3
19 de março de 2020

HUMILDADE PARA GERAR UMA VISÃO DE UNIDADE

 

 

 “Semelhantemente vós, os mais moços, sede sujeitos aos mais velhos. E cingi-vos todos de humildade uns para com os outros, porque Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes.” (I Pedro 5:5)

 

A humildade é um pré-requisito para quem é filho de Deus, e para quem é líder então, nem se fala. Na Visão Celular no Modelo dos 12, sempre trabalhamos com a proposta humildade para gerar unidade. Contudo, percorrendo o Brasil e muitas nações, levando com seriedade a Visão, temos visto que um dos vilões que amarram a vida de muitos líderes é o orgulho, ou seja, a falta de humildade.

Alguns chegam a posições elevadas de liderança e não entendem que quanto mais subimos, mais devemos descer, pois convém que Ele cresça e não nós. Nosso crescimento deve ser o de multiplicar filhos para o Reino de Deus e não para gerar soberba. Há até os que depois de um tempo se tornam exclusivistas e resistentes aos comandos recebidos, não aceitando mais se submeter ao líder que está sobre eles. Então, como mudar todas essas intempéries?

 

  1. Obedecendo a Palavra: “Semelhantemente vós, os mais moços, sede sujeitos aos mais velhos. E cingi-vos todos de humildade uns para com os outros, porque Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes.” (I Pedro 5:5)

 

  1. Exercendo paciência. Se queremos ser líderes aprovados por Deus, temos que ter paciência com aqueles que não dão bom testemunho, ensinando-os a praticarem o que a Palavra ordena e trazendo-os para mais perto da realidade do Reino.

 

A Igreja tem uma chamada para unidade

Nunca foi e nem é proposta ou intenção da Igreja trazer ou viver divisão, desconforto, tristeza ou polêmica. Claro que sempre vamos enfrentar a resistência por parte de alguns, mas em se tratando de líderes e discípulos, nossa postura não pode ser duvidosa ou maldosa; jamais. Devemos ser humildes o suficiente para saber como tratar os homens de Deus, os que estão sobre nós e os irmãos que caminham conosco.

Como Igreja, nossa missão é evangelizar, ofertar o amor de Deus a quem ainda não O conhece e viver os Seus princípios para trazer uma grande e segura colheita. Para isso, precisamos nos submeter ao tratamento de caráter que faz com que cada um de nós avalie o seu comportamento pessoal, familiar, social e eclesial, trazendo assim maturidade debaixo de um acompanhamento, que é o discipulado, e plasmando a humildade e a simplicidade nas nossas vidas e também na vida de cada discípulo.

Na unidade, vamos crescer e continuar abertos ao relacionamento, pois só funcionamos na comunhão e não no isolamento. Somos a Igreja de Cristo e temos a responsabilidade de acelerar a unidade e celebrar a humildade alcançada, pois é isso que fortalece o povo de Deus, além de mostrar que obedecemos a Palavra e andamos por fé. Podemos lembrar que a Igreja ainda nem havia nascido e Jesus já orava para que ela fosse unida. “E não rogo somente por estes, mas também por aqueles que pela tua palavra hão de crer em mim; para que todos sejam um, como tu, ó Pai, o és em mim, e eu em ti; que também eles sejam um em nós, para que o mundo creia que tu me enviaste.” (João 17:20,21). Então, façamos a nossa parte para que a oração de Jesus não fique sem resposta.

 

Orgulho e humildade

Não existe casamento entre orgulho e humildade. O que nos choca e nos deixa entristecidos é que muitos que estão caminhando conosco e fazem parte da Visão Celular por muitos anos, ainda não conseguiram vencer o espírito de soberba, e mantêm o orgulho e a vaidade vivos dentro de si. Não estamos julgando, mas é que os frutos falam por si mesmo.

Observamos que esses, infelizmente, desconhecem o caminho da humildade e são um tenebroso testemunho para o Reino. Mas isso pode mudar, pois expressa quanta necessidade de cura e libertação ainda há na vida de muitos líderes e discípulos que ainda não aprenderam que o maior tem que fazer a rota do menor, que o primeiro tem que fazer o percurso do último, e que na vida cristã, como já citamos acima, quanto mais descemos, mais subimos e quanto mais subimos, mais devemos descer.

A humildade e a simplicidade devem estar de mãos dadas todo o tempo se quisermos ter o êxito da maneira correta. Ser famoso honestamente é uma conquista, nutrir a simplicidade é uma ciência. Ensino isso desde o início da Visão Celular.

 

Orgulho e idolatria

Orgulho e idolatria são da mesma raiz, assim como rebeldia e feitiçaria caminham juntas. De igual modo a porfia e a bruxaria têm a mesma linguagem. Quando nos falta a humildade, entramos por rotas desconhecidas e podemos atrair maldições para os nossos ministérios. Sabemos que muitos optaram pelo exclusivismo, por isso estão sozinhos, sem vida e com problemas quase insolúveis. Quando temos amigos e irmãos em Cristo e caminhamos no discipulado, compartilhamos com sabedoria e segurança as nossas dificuldades, estamos na direção do êxito e distanciados de qualquer seta maligna que queira nos assolar. No relacionamento, estamos protegidos. “O temor do Senhor é a instrução da sabedoria, e a HUMILDADE precede a honra.” (Provérbios 15 :33)

Muitas vezes construímos a nossa história querendo ser notados, aplaudidos, e recebendo uma honra e uma glória que não nos pertencem, mas a Bíblia diz: “Nada façais por partidarismo ou por vã glória, mas por HUMILDADE, considerando cada um os outros superiores a si mesmo.” (Filipenses 2:3). Isso é um exercício de grande longanimidade, pois nós perdemos a noção de submissão, de companheirismo, de ajuda mútua, de coleguismo, de parceria, cada um resolveu construir o seu próprio reino e enfraqueceu o relacionamento. Mas Deus nos chama de volta, para construir novos relacionamentos, fazer uma rota nova e, com certeza, viver a humildade que gera relacionamento, aumenta o Reino e fortalece o Corpo de Cristo.

 

“Deus dá graça aos humildes e resiste aos soberbos”. Vamos aprender com o Autor da Vida que o maior é quem serve e não quem é servido. Nós estamos construindo a unidade pela humildade. A chamada é contribuir com o Reino e não construir seu próprio império.

 

 

Fonte: MIR

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *