O Poder da Oração
26 de abril de 2020
Deus Responde ao Nosso Clamor – Parte 01
26 de abril de 2020

O TEMOR AO SENHOR E OS DONS DO ESPÍRITO – PARTE 3

 

 

Princípio Bíblico: “…e a outro, o dom de discernir os espíritos; e a outro, a variedade de línguas; e a outro a interpretação das línguas”. I Coríntios 12:10

 

Mensagem: Vamos recordar os dons do Espírito que já conhecemos: palavra de sabedoria, palavra de conhecimento, fé, dons de cura, operação de milagres e profecia.

Conheceremos hoje os últimos três dons do Espírito que estão em I Coríntios 12:10: “… e a outro, o dom de discernir os espíritos”. Discernir. Parece tão estranha e difícil essa palavra, não é mesmo? Mas vamos ver o que o dicionário diz que é. Discernir é separar, distinguir, discriminar. Então, discernir os espíritos é separar, distinguir o que é de Deus e o que não é.

Esse é um dom muito importante, pois nos ajuda a não sermos enganados pelo inimigo. Às vezes, podemos ser enganados por pessoas que se dizem nossos amigos, mas na verdade só querem se aproveitar de nós, roubar-nos e magoar-nos. Quando temos discernimento, somos prudentes em relação às pessoas que estão ao nosso redor, pois o Espírito nos mostra se são de Deus ou não, desde que sejamos sensíveis a Ele.

“…e o outro, a variedade de línguas”. Com certeza, você já ouviu pessoas na igreja falando em línguas, e já teve vontade de falar, não é mesmo? O falar em outras línguas é um dom do Espírito, que nos leva a falar uma língua que só é entendida no reino do Espírito. É uma forma especial de falar com Deus, que satanás não pode compreender. Que experiência fantástica!

Mas alguém pode interpretar essa língua espiritual? Sim. Esse é o último dom relacionado em I Coríntios 12:10: “…e a outro, a interpretação de línguas”. Para quê? Para que a Igreja seja edificada, pois quem fala em línguas edifica o seu espírito, mas as pessoas ao seu redor nada recebem. Além disso, algumas vezes o Senhor quer trazer à Igreja uma revelação, alguma mensagem especial.

 

Com certeza, você já pensou que gostaria de receber alguns desses dons, até mesmo todos, não é mesmo? Mas o Apóstolo Paulo diz que é o Espírito que opera todas essas coisas, repartindo particularmente a cada um que quer (I Coríntios 12:11).

 

O que podemos fazer então? Paulo mesmo diz que devemos procurar com zelo os melhores dons (I Coríntios 12:31). Procurar com zelo fala de sempre fazer o melhor para o Senhor, de andar em obediência a Ele, honrando-O, amando-O e temendo-O.

 

E quais são os melhores dons? Não são os que você escolhe, mas aqueles que o Senhor separou para você, que lhe farão ser útil para outras pessoas, para ajudar o Reino.

 

Agir como Jesus sempre agia, isto é, usando todos os dons do Espírito em favor do homem para trazer cura, sabedoria, fé, conhecimento, temor ao nome do Senhor e intimidade com o Pai, amém?

 

 

Fonte: www.nucleodeapoiocristao.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *