Células, Uma Ideia Sobrenatural dos Céus para a Terra
30 de agosto de 2020
Vencendo a ansiedade pela Palavra
6 de setembro de 2020

SANTIDADE A CHAVE PARA VER A DEUS – PARTE 1

 

Introdução

Você já foi convidado, alguma vez, para ir a um lugar ou a uma cerimônia muito “chique”? Daquelas onde no convite já vem dizendo que o traje é “a rigor”? Não? Então imagine o que você sentiria se isso acontecesse. Qual seria seu primeiro pensamento? Provavelmente, com que roupa você iria, não é mesmo?

Onde encontraria um vestido deslumbrante, daqueles bem “fashion” e um sapato que combinasse com ele, maquiagem, acessórios, cabelo. Ou quem poderia lhe arrumar um paletó, ou até mesmo ou “smoking”, dar um trato no sapato para ficar brilhando, etc. Outros, talvez pensariam: Eu hein! Alguém deve tá brincando comigo. Onde vou arrumar uma roupa assim, se só tenho (e mal!) aquele jeans melhorzinho, com aquela blusa que ganhei no meu último aniversário? Tá de brincadeira!

Isso pode parecer uma tolice para alguns, mas não podemos nos apresentar de qualquer jeito diante das pessoas quando há um traje pré-determinado e, se não temos, certamente ficamos inibidos e não aceitamos o convite, com receio de não sermos bem recebidos, não é mesmo?

 

Princípio Bíblico: Vamos todos abrir em Hebreus 12:14 e entender melhor sobre a nossa apresentação: “Segui a paz com todos e a santificação, sem a qual ninguém verá a Deus.”

 

Mensagem

Muita gente pensa que com Deus é diferente. Que Ele nos quer diante d’Ele de qualquer maneira, que podemos entrar em Sua maravilhosa presença de qualquer jeito e isso não é verdade. Não podemos confundir as coisas. Ele nos recebe da forma como chegamos, mas não quer que permaneçamos da mesma maneira em Sua presença. Ele nos abre as portas do Seu reino da forma como estamos: sujos pelo pecado; mas para vê-lO é preciso uma vestimenta especial chamada Santidade.

No texto de Hebreus 12:14 diz que “sem a santificação ninguém verá a Deus” e em I Pedro 1, lemos: “está escrito: Sede santos porque Eu sou santo”.

Então, usando essa maravilhosa inteligência que Deus lhe deu, vamos pensar: Fomos criados imagem e semelhança de Deus (Gênesis 1:26). Então isso quer dizer que somos semelhantes ao nosso Criador, certo? Se quem nos criou é santo, como devemos ser? Santos! Não é mesmo? Se isso é tão claro diante dos nossos olhos, que o filho carrega as características do pai, por que temos tanta dificuldade em carregarmos em nossa vida a característica de santidade que herdamos de nosso Pai Celeste?

 

É muito simples: porque estamos cheios das coisas do mundo e as características de Deus ficaram perdidas dentro de nós. Por isso, o apóstolo Paulo fala aos efésios que eles não podem andar da mesma forma como o povo do mundo anda (os gentios), alheios à vida de Deus segundo os seus desejos e a dureza do seu próprio coração, porque não foi isso que Jesus veio nos ensinar e não é isso que aprendemos na Palavra de Deus. Devemos, sim, ter uma nova postura, uma nova maneira de agir, mudar as nossas vestimentas, renovar a nossa mente na verdade que é Jesus, sendo, realmente, a imagem e a semelhança d’Aquele que nos criou e de quem somos filhos através da cruz do calvário (Efésios 4:17-24).

 

Este é um convite desafiador: SANTIDADE! Não há outra maneira de se ver a Deus. Se você o aceitar, certamente não ficará arrependido, pois poderá entrar na presença do Rei dos reis sem nenhum temor e usufruir todas as maravilhas do Reino. E então? Você aceita?

 

 

Fonte: nucleodeapoiocristao.com.br/estudos/crianca

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *