Uma nova Geração de Profetas
10 de janeiro de 2021

CONVICÇÃO DE FAZER DISCÍPULOS

Jz 2.8-10; Mt 28.16-20 ( Modulo 1.8.1)

  1. O que seria uma das piores coisas que poderiam acontecer após sua morte?
  2. Compare Js 24.15 e Jz 2.8-10. O que você conclui?
  3. Você tem uma convicção divina de que deve fazer discípulos? Isso o levar à prática? Porque?
  4. O que em Mt 28.18-20 alimenta seu compromisso de fazer discípulos?
  5. O que aumentaria ainda mais seu compromisso de fazer discípulos?

Estudo opcional Jo 17.4,6,18-20; 1 Co 4.14-21;Tm 2.1-2

 

 

Quatro razões porque a Grande Comissão é grande

 

Em Mt 28.18-20 encontramos a palavra ”toda”, “todas”, ou “tudo” “todos” quatro ocorrências. Elas expressam bem o porquê esta comissão de Jesus é “grande”.

  • “ Toda autoridade me foi me dada no céu e na terra”. Esta é a única vez que Jesus se mostrou como Rei dos reis enquanto esteve aqui na terra (cf.ns. Rm 8.28-29;9.19-33). Esta não é apenas uma dica, sugestão nem a orientação sobre como viver. É uma comissão real. Nos tempos bíblicos, não obedecer a comissão, dada com toda a autoridade maior por ter as últimas palavras de Jesus registradas nesse Evangelho. Como discípulo verdadeiro de Jesus, tenho duas opções: obedecer e experimentar os frutos ou desobedecer e sofrer as consequências, sob o risco de perder a própria comissão e não ser considerado mais um discípulo dele ( cf.ns. Sl 81.11; Mt 2.13-14)
  • “… façam discípulos de todas as nações”. A extensão da Comissão é a maior possível – todas nações ou, no grego, etnias ( grupos étnicos). Cf.ns. Gn 12.1-3; Mt28.18-20; At 1.8. Não existe outro método de estender o Reino de Deus que seja tão transcultural e eficaz do que o discipulado – uma relação comprometida saudável, em que a vida de Jesus é demostrada em todas as cores para outras pessoas poderem viver dessa forma também.
  • “… ensinando-os a guardar ( ‘praticar’, ‘obedecer’) todas as coisas que tenho ordenado a vocês” ( cf.n. Mt 28.20; med. Mt 7.21-27; Tg 1.22-25; 1 Jo 2.12-14). A comissão do discipulado abrange a vida toda do seguidor de Jesus. E o discipulado consegue demostrar e também atingir a vida de uma pessoa. É o evangelho todo para a pessoa toda. Vida em vida, não apenas mente em mente.
  • “ E eis que estou com vocês todos os dias”. Ele promete estar com os comissionados, os discipuladores. Quem discipula , sabe que esta presença é algo especial, algo que vai além da presença do Espírito em todo o crente ou promessa de ele estar presente onde dois ou três se reúnem. O discipulador experimenta uma presença, uma graça especial, que lhe dá discernimento e sabedoria do alto para os discípulos que Jesus entrega para ele ( cf.ns. 1 Co 15.10;Cl 1.27-29)

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *