Slide 3
março 15, 2018
Moisés, o Libertador – parte 3
março 18, 2018

Temor a Deus nos gera favor

TEMOR A DEUS NOS GERA FAVOR

 

TEXTO: Gênesis 1:15-19

O rei do Egito ordenou às parteiras dos hebreus, que se chamavam Sifrá e Puá:”Quando vocês ajudarem as hebréias a dar à luz, verifiquem se é menino. Se for, matem-no; se for menina, deixem-na viver”. Todavia, as parteiras temeram a Deus e não obedeceram às ordens do rei do Egito; deixaram viver os meninos. Então o rei do Egito convocou as parteiras e lhes perguntou: “Por que vocês fizeram isso? Por que deixaram viver os meninos? “Responderam as parteiras do faraó: “As mulheres hebréias não são como as egípcias. São cheias de vigor e dão à luz antes de chegarem as parteiras”. Deus foi bondoso com as parteiras; e o povo ia se tornando ainda mais numeroso, cada vez mais forte. Visto que as parteiras temeram a Deus, ele concedeu-lhes que tivessem suas próprias famílias. (NVI)

INTRODUÇÃO

Por causa de uma grande fome que houve na terra de Canaã, o povo de Deus subiu ao Egito, onde se multiplicaram a ponto de se tornarem mais numerosos e poderosos que os egípcios. Assim, faraó começou a persegui-los com trabalhos forçados, todavia, quanto mais eram oprimidos, mais numerosos se tornavam e mais se espalhavam. Por isso, os egípcios passaram a temer os israelitas ( Ex 1:12). Até que faraó determinou que as parteiras matassem todos os meninos que nascessem.

Infelizmente, esta é mais uma história trágica da vida. Mas algo nos chama atenção na vida das duas parteiras, Sifrá e Puá, que não deixaram se intimidar pelo rei, mas preferiram temer ao Deus Todo-Poderoso.

Temer a Deus significa respeitá-lo, reverenciá-lo e ser submisso a sua vontade soberana. Temer a Deus é «guardar a sua aliança e lembrar-se de cumprir os seus preceitos» (Salmo 103:18). Também é considerá-lo com santo temor e reverência e honrá-lo como Deus por causa da sua excelsa glória, santidade, majestade e poder.

A Bíblia nos informa que diante do temor de Puá e Sifrá, Deus lhes fez bem e estabeleceu-lhes casas. Logo, deduzimos que temer a Deus gera em nós o seu favor. Assim:

 

1.No temor do Senhor nada nos falta

Temam o Senhor, vocês que são os seus santos, pois nada falta aos que o temem. – Salmos 34.9. Vimos que porque estas mulheres temeram a Deus e fizeram o que era bom aos olhos do Senhor, Ele foi bondoso para com elas, deu-lhes famílias e ainda escreveu seus nomes na história.

Infelizmente, muitos de nós queremos os milagres de Deus, mas não temos nenhum compromisso em temê-lo ou em fazer o que é certo aos seus olhos.

Quando tememos a Deus tudo nos é acrescentado:

  • Vida – O temor do Senhor é fonte de vida, e afasta das armadilhas da morte. Provérbios 14:27
  • Família- isto que as parteiras temeram a Deus, ele concedeu-lhes que tivessem suas próprias famílias. (Ex1:21)
  • Segurança e refúgio para os filhos – Aquele que teme ao Senhor possui uma fortaleza segura, refúgio para os seus filhos. Pv 14:26
  • Sabedoria – “O temor do Senhor é o princípio da sabedoria, e o conhecimento do Santo é entendimento. Provérbios 9:10
  • Felicidade – Como é feliz o homem constante no temor do Senhor! Mas quem endurece o coração cairá na desgraça. Provérbios 28:14

 Como devemos temer a Deus.

Com inteireza de coração, com adoração, entendendo a sua disciplina e sua vontade soberana, afastando-se do pecado e também compreendendo e aceitando seu plano de salvação por meio de Cristo Jesus.

 

CONCLUSÃO

O verdadeiro temor nos leva a confiar plenamente em Deus e nos seus propósitos para nossas vidas, e isso, com respeito, veneração e adoração a Ele, que é o Deus supremo e Senhor de todas as coisas.

 

 

Por Derlange Guimarães