Moisés, o Libertador – parte 4
março 24, 2018
Jesus, nosso Modelo – Parte Final
março 24, 2018

Há Esperança

HÁ ESPERANÇA

TEXTO: Jó 14:7-9

 

 INTRODUÇÃO

Mais um ano está se findando, muitas coisas que almejamos, prometemos, corremos atrás parece que não se realizou. Aliás, muitos de nós nem nos demos conta, ainda, de que mais um ano está se encerrando! Mas calma, ainda há esperança, pois o Deus Todo-Poderoso pode mudar o quadro que está a sua volta e lhe proporcionar a vitória almejada. No texto lido, Jó nos diz que, mesmo se a árvore for cortada, haverá esperança para ela se renovar e não cessarão seus rebentos.

Ora, segundo o dicionário Houaiss, esperança é um sentimento de quem vê como possível a realização daquilo que deseja; confiança em coisa boa; fé. Vejamos como viver essa esperança:

1 – TENDO FÉ ( Hb 11:1), um dos conceitos de esperança é fé. Deus tem nos feito muitas promessas de bênçãos e vitórias, porém só as alcançaremos quando tivermos fé no Deus da promessa. Você acredita que Deus pode resolver todos os seus problemas? Então entregue a Ele, não só, as suas angustias, tristezas, dificuldades, mas também a sua vida, porque com certeza Deus cuidará de tudo que diz respeito a você e não esqueça fé é acreditar sem nenhuma sombra de dúvidas naquele que pode todas as coisas!

2- DEIXANDO CRISTO NO CONTROLE DE TUDO – ( Jo 11:20), quando entregamos as nossas vidas ao Senhor, Ele entra em ação pra valer. Ele mesmo nos revela que estará conosco todos os dias até a consumação dos séculos (Mateus 28:20). A Palavra também nos informa que nele podemos todas as coisas. (Filipenses 4:13) . Precisamos deixar Cristo controlar toda a nossa história de vida e dessa forma viveremos como a árvore descrita em Jó 14:8,9 “que se envelhecer na terra a sua raiz,e no chão morrer o seu tronco,ao cheiro das águas brotará e  dará  ramos como a planta nova”

 3-ENTENDENDO QUE PARA TUDO HÁ UM PROPÓSITO – Portanto, “Aquietai-vos e sabeis que Eu sou Deus” (Salmo 46:10). O Senhor quer reverter às adversidades em bênçãos, para nós e para outros. O Senhor nos convida a declararmos que o momento pelo qual estamos passando, não é para a morte, mas para a Glória de Deus! Quando Jó analisa sua vida, ele conclui que tudo o que aconteceu com ele contribuiu para que ele tivesse uma maior intimidade com Deus: antes “eu te conhecia só de ouvir, mas agora os meus olhos te vêem” (Jó 42:5). E o Senhor restaurou a sorte de Jó e deu-lhe o dobro de tudo o que ele possuía. Portanto, não se dê por vencido, “ainda há esperança”…

 CONCLUSÃO

Não confieis em príncipes, nem nos filhos dos homens, em quem não há salvação. Sai-lhes o espírito, e eles tornam ao pó; nesse mesmo dia, perecem todos os seus desígnios. Bem- aventurado aquele que tem o Deus de Jacó por seu auxílio, cuja esperança está no Senhor, seu Deus, que fez os céus e a terra, o mar e tudo o que neles há e mantém para sempre a sua fidelidade; que faz justiça aos oprimidos e dá pão aos que têm fome. (Sl 146:3- 7)

 

DINÂMICA

 

Qual a sua maior esperança?”

 

Material: papel e lápis para todos.

 

Atividade: distribuir os papéis a todos os presentes que queiram participar. O coordenador vai fazer apenas uma pergunta e cada um responde de acordo com aquilo que ele pensa ser a melhor resposta à pergunta. A pergunta é: qual a sua maior esperança? É uma pergunta bem direta e a resposta é única. A resposta deve ser sincera. Os participantes não precisam colocar seus nomes na folha, assim ninguém saberá que tal resposta foi de tal pessoa.

Recolhem os papéis, misturam e entregam novamente aos participantes. Cada um receberá um papel que não era o seu, mas a resposta pode ser a mesma, pode acontecer. Vão orar para que o que estiver escrito no papel seja uma realidade na vida dessa pessoa. Depois disso o coordenador fala cobre a esperança, os sonhos e como elas são importantes em nosso viver.