Tomando posse do Reino – Parte 4
novembro 26, 2018
Tomando posse do Reino – Parte 5
dezembro 2, 2018

Permanecendo na Palavra

PERMANECENDO NA PALAVRA

 

 

 

INTRODUÇÃO

Para que a Palavra dê fruto efetivo, o crente deve lhe dar a primazia em todas as áreas de sua vida. O apóstolo Paulo, escreveu aos colossenses, dizendo: “A palavra de Cristo habite em vós abundantemente, em toda a sabedoria, ensinando-vos e admoestando-vos uns aos outros, com salmos, hinos e cânticos espirituais; cantando ao Senhor com graça em vosso coração” (Cl 3.16).

 

  1. A PALAVRA: LAMPADA E LUZ

A Palavra é esclarecedora e traz luz: “Lâmpada para os meus pés é a tua palavra e, luz para o meu caminho” (Sl 109.105). Quando estamos cheios dela, nosso interior é iluminado e as trevas que nos cegam com inseguranças e medos são dissipados.

O livro de Deuteronômio (6.6-7) diz: “Estas palavras estarão no teu coração”, ou seja, sobre todas as coisas, “tu as inculcarás a teus filhos”, isto é, devemos ensiná-las incessantemente e enfatizar para nossos filhos a importância da Palavra, lembrando-lhes do que ela ensina. Não tenha receio de falar sobre a Palavra com eles. Às vezes, o tema central da conversa em família são os capítulos ou personagens das novelas, girando em torno de algo vão e trivial. Mas nossos diálogos devem se estabelecer e inspirar na instrução do Senhor, que encontramos na Palavra, pois estaremos transmitindo princípios eternos, enquanto mantemos uma conversa significativa e capaz de edificá-los.

Ao escrever aos tessalonicenses, Paulo disse: “Outra razão ainda temos nós para, incessantemente, dar graças a Deus: é que, tendo vós recebido a palavra que de nós ouvistes, que é de Deus, acolhestes não como palavra de homens, e sim como, em verdade é, a palavra de Deus, a qual, com efeito, está operando eficazmente em vós, os que credes” (1Ts 2.13).

 

  1. A PALAVRA: VIVA E VERDADEIRA

A igreja de Tessalônica não recebeu a Palavra como “palavras de Pedro, de Paulo ou de João”, mas como a Palavra de Deus, que é viva, verdadeira e atua poderosamente na vida dos crentes.

Quando a Palavra está sobre nós e vivemos imersos nela, falamos com as outras pessoas sobre ela. Da mesma forma, quando alguém esta cheio de amargura, fala de amargura; quem está cheio de reclamações, apenas reclama, pois as pessoas falam do que o coração está cheio (Mt 12,34b).

 

CONCLUSÃO

Faca esta declaração: “Decidi permanecer na Palavra de Deus para obedecê-la e fazer muitos discípulos”

 

Fonte: COM12