Como Formar Discípulos em um Século Individualista

Andando nos Passos de Jesus – Parte 2
dezembro 23, 2018
Conhecendo o Espírito Santo
dezembro 30, 2018

Como Formar Discípulos em um Século Individualista

COMO FORMAR DISCÍPULOS EM UM SÉCULO INDIVIDUALISTA – PARTE 1

 

 “Sede meus imitadores, como também eu de Cristo.” (I Coríntios 11:1)

 

 

Formar discípulos em um século individualista, tão nevrálgico, chamado século nervoso, é um grande desafio. Como podemos consolidar os discípulos se cada um está preocupado com sua individualidade, ocupado com sua própria agenda?

Sabemos que muitos seres humanos se tornaram pregadores de sua própria liberdade e cúmplices de seus próprios conceitos. Ao mesmo tempo, com uma ausência terrível de cuidado. Porém, Deus quer que transformemos tudo isso pelo poder do Seu amor, que é verdadeiro e que nos consolida de forma verdadeira.

 

  1. Entendendo que é necessário o desmame

“Porque, devendo já ser mestres pelo tempo, ainda necessitais de que se vos torne a ensinar quais sejam os primeiros rudimentos das palavras de Deus; e vos haveis feito tais que necessitais de leite, e não de sólido mantimento. Porque qualquer que ainda se alimenta de leite não está experimentado na palavra da justiça, porque é menino.” (Hebreus 5:12,13)

Não podemos caminhar como se estivéssemos mamando o tempo todo. É chegado o tempo do desmame. Não se trata de nos ensoberbecermos e acharmos que podemos caminhar sozinhos, mas de maturidade no Reino para ter êxito na caminhada, como lemos em Hebreus 5:12,13 e também em I Pedro 2:2, que diz: “Desejai afetuosamente, como meninos novamente nascidos, o leite racional, não falsificado, para que por ele vades crescendo; se é que já provastes que o Senhor é benigno.” Somos adultos, temos a personalidade da Visão e devemos caminhar nela.

O Modelo dos 12 é um desmame. Quando estamos no Modelo, significa que estamos desmamados. É necessário entender que o discipulado faz muitas exigências, mas o M12 já é um discipulado maduro.

Carneiro e ovelha adultos não mamam mais. Mamar é para cordeirinho. O mesmo é no discipulado. As pessoas têm de amadurecer. Não é normal não querer crescer nas emoções e no espiritual.

 

  1. Conhecendo o objetivo do Modelo

“Desde então muitos dos seus discípulos tornaram para trás, e já não andavam com ele. Então disse Jesus aos doze: Quereis vós também retirar-vos? Respondeu-lhe, pois, Simão Pedro: Senhor, para quem iremos nós? Tu tens as palavras da vida eterna. E nós temos crido e conhecido que tu és o Cristo, o Filho do Deus vivente.” (João 6:66-69)

O Modelo dos 12 deve ser constituído por verdadeiros discípulos, porque não é ajuntamento de um grupo, mas formação de uma equipe, de um modelo. O M12 é uma máquina que gesta, amamenta e amadurece os discípulos, formando personalidade e ensinando-os que tudo é possível quando se decide obedecer e cumprir a vontade de Deus.

A reunião do M12 não é para passar ordens, mas para formar caráter. Os discípulos precisam ser tratados e receber verdadeira assistência de Modelo. Isso ocorre através das reuniões uma vez por semana. Em sete dias, podemos limpar todo o organismo e arrancar as toxinas.

 

Se a equipe arrefecer o ânimo, a tarefa de reanimá-las em Deus está nas mãos do discipulador. Consolide os seus discípulos, os seus 12, uma vez por semana. Faça isso com frequência mesmo. Dessa forma, não há perda de ânimo.

 

  1. Ensinando a cumprir princípios

“Jesus dizia, pois, aos judeus que criam nele: Se vós permanecerdes na minha palavra, verdadeiramente sereis meus discípulos; e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.” (João 8:31,32)

Só é verdadeiro amigo e discípulo quem cumpre princípios, dentre eles, quem cumpre o princípio do amor. “Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros.” (João 13:35)

Hoje, sabemos o que devemos fazer e, às vezes, temos dificuldade em obedecer. “Nisto é glorificado meu Pai, que deis muito fruto; e assim sereis meus discípulos. […] Já vos não chamarei servos, porque o servo não sabe o que faz o seu senhor; mas tenho-vos chamado amigos, porque tudo quanto ouvi de meu Pai vos tenho feito conhecer.” (João 15:8,15).

Você sabia que existem pessoas que entram em depressão por causa da desobediência? Muitos que estão deprimidos têm por trás um argumento, um histórico de pecado. Nesses casos, não adianta colocar a culpa em hormônios ou em demônios. Satanás é senhor dos argumentos, é torturador de alma e quer prender e acusar para colocar a pessoa em casulos e cadeias. Porém, a Bíblia diz que para isso se manifestou o Filho do Homem, para desfazer as obras do diabo.

 

Quando você vir um discípulo falando mal do líder, querendo questionar a idoneidade da Igreja, do Pastor, pode ter a certeza de que este discípulo está flechado e possui argumentos em sua vida.

 

Continua…