Lei da semeadura
agosto 14, 2019
Ajudando uns aos Outros
agosto 22, 2019

Deixando Tudo

DEIXANDO TUDO

 

 

 

Texto: Lucas 5.27-29

 

Mateus, significa dádiva de Deus. Aparece em todas as listas dos 12 apóstolos. Foi, sem dúvida, um judeu que também era um publicano romano. Mateus escreveu o evangelho dirigido aos judeus. Era também chamado de Levi. Sua profissão – coletor de impostos, um tipo de fiscal da alfândega ou da receita federal. Não era benquisto porque a classe era considerada corrupta, traidora e impiedosa. Jesus passou, viu-o, chamou-o, e ele foi. Será que podemos aprender alguma coisa com um coletor de impostos?

 

Que Mateus tinha?

– Um bom emprego (v.27) – Mateus tinha um emprego público, estável, seria loucura deixar isto de lado.

– Boa situação financeira (v.29) – Ofereceu um banquete. Mateus não tinha preocupações com dívidas, e podia gozar de conforto material.

– Bens (v.29a) – Ele tinha casa própria, não precisava ficar correndo atrás de aluguel e tinha um patrimônio para si e sua família.

– Muitos amigos (v.29b) – O texto mostra que numerosos publicanos e outros estavam com ele.

 

Por que Mateus aceitou o convite de Jesus?

– Diante da sua situação, era muito difícil para Mateus largar tudo e seguir aquele desconhecido, a não ser que ele já houvesse visto que Jesus podia ser o Messias. Antes de chamá-lo, Jesus havia operado milagres em Cafarnaum: curado enfermos (Lc 4.40-41, 5.12-15), acalmado uma tempestade (Mt 8.23-27), expulsado demônios (Mt 8.28-34), patrocinado a pesca maravilhosa.(Lc 5.1-11). Os sinais e prodígios que Jesus realizara estavam certamente sendo comentados.

 

Que Jesus quis dizer com “segue-me”?

– Que o pior e mais vil pecador convertido pode ser usado por Ele.

– Que no Reino dele há lugar para pessoas de todas as camadas sociais.

– Que ser discípulo requer uma decisão imediata. Jesus não deu tempo para pensar, e Mateus atendeu imediatamente ao convite.

– Que para seguir Jesus devemos tê-lo como prioridade na nossa vida.

-Que devemos ter a disposição de deixar tudo por Ele, inclusive: Posição social; Bens materiais; Comportamentos inadequados; Prática do pecado

 

Conclusão:

Hoje, Jesus vivo e ressurreto deseja fazer novos discípulos: homens e mulheres, jovens ou velhos, ricos ou pobres, intelectuais ou simples, pessoas corretas ou aquelas que estão de algum modo, envolvidas com práticas pecaminosas. Ele nos chama como estamos!

Como Mateus, temos ouvido sobre Cristo, seu poder, seus milagres e, mais ainda, sobre seu amor e ressurreição.

Assim como Mateus, sentimos que tudo o que temos e fazemos não preenche o nosso coração. Logo, precisamos tomar a mais certa decisão das nossas vidas: Colocarmos Jesus como prioridade em nossas vidas e segui-lo.

 

 

 

Fonte:montesiao.pro.br