Jesus e a Transformação da Água em Vinho.
7 de dezembro de 2020
Jesus é tentado
7 de dezembro de 2020

O M12 NASCEU PARA SER UM INSTRUMENTO DE CURA – PARTES 1 E 2

 

 

E junto ao rio, à sua margem, de um e de outro lado, nascerá toda a sorte de árvore que dá fruto para se comer; não cairá a sua folha, nem acabará o seu fruto; nos seus meses produzirá novos frutos, porque as suas águas saem do santuário; e o seu fruto servirá de comida e a sua folha de remédio.” (Ezequiel 47:12)

 

A Bíblia diz que quando Ezequias adoeceu, Deus disse que ele viveria mais 15 anos e teria que colocar remédio na perna, folhas de figo, pois elas têm uma proteína e vitamina que pode erradicar o câncer. Quando Timóteo adoeceu, Paulo orou e disse para tomar remédio, Resveratrol, encontrado nas propriedades do vinho, que é bom para o estômago, para gastrite, a verdade é que eles sempre fizeram uso da Medicina natural. Nascemos para ser instrumentos de cura. E os conselhos bíblicos servem para todos nós! Sabe por quê? Porque em Gênesis, Deus disse que daria semente para tudo, inclusive para cura. E em Apocalipse, Ele diz que as folhas das árvores são cura para a Terra. Temos que aprender a usar aquilo que está a nosso favor.

O livro de Ezequiel, fala das folhas da oliveira que são remédio para nós. Se a Bíblia mostra a receita, então por que não a utilizar? Muito do que vivemos hoje poderia ser evitado se cumpríssemos mais os preceitos bíblicos. O que dizer do nível de estresse diante das preocupações? Parece que muitos não entendem que estão passando por um treino, porém nada pode nos parar. Deus não nos falou que iríamos parar por alguns meses, porque queria nos testar. E se estamos passando por alguma dificuldade, seja ética, moral, espiritual, ou emocional na família, Ele mesmo vai nos capacitar para vencer. Este é um tempo para lembrarmos que o M12 nasceu para ser instrumento de cura, mas antes, a gente precisa ser curado e aprender a agradecer a Deus por sermos Seus filhos, escolha do Seu coração para sermos sacerdotes e compartilharmos a Palavra, derramando o conteúdo da vida de Deus em outras vidas.

Pastores com Inteligência Espiritual

“E dar-vos-ei pastores segundo o meu coração, os quais vos apascentarão com ciência e com inteligência. ” (Jeremias 3:15)

O versículo de Jeremias fala de inteligência e sabedoria. Deus não quer que sejamos Pastores obtusos. Somos homens e mulheres chamados por Deus para termos inteligência espiritual.

 

O que é Inteligência Espiritual?

Inteligência Espiritual é uma bênção divina para discernimento de tempo, época e estação. Em Isaías 11:2, a Bíblia diz: “E repousará sobre ele o Espírito do Senhor, o espírito de sabedoria e de entendimento, o espírito de conselho e de fortaleza, o espírito de conhecimento e de temor do Senhor.” O governo do Espírito está sobre a nossa vida. E o Senhor nos dá 7 níveis de inteligência, 7 níveis de liderança, 7 níveis de crescimento. Eu quero ser usado por Deus para dizer a você que na sua vida já houve um tremendo crescimento. Deus tem trabalhado em você e você tem crescido como pessoa, como família, como Pastor, como líder. Você cresceu em tudo e em tudo está mais ampliado, principalmente, na questão espiritual. Ele nos diz que está nos treinando para algo maior. Nesta guerra, vamos sair melhores do que entramos. Porque toda guerra tem direito a um despojo.

O que precisamos aprender? A nos organizar. O Senhor vem dando pistas em todo o tempo, através do Evangelho, e muitos ficaram descansados. Agora, está todo mundo antenado para administração, para ter uma palavra de vida para o rebanho, para as células, para os 12… A Igreja agora está se organizando e o Senhor está falando conosco. Como Pastores e líderes, temos que ter conteúdo. Estamos sendo observados e não podemos falar uma palavra indevida, soltar uma frase infeliz. Se não tivermos cuidado, a confusão está feita. Por isso que a ordem do Senhor é: “Eu vou mudar o nível da sua liderança! Eu vou crescer o status da sua liderança! ” E para isso, tudo que precisamos fazer é ter experiências mais profundas com o Pai.

 

Digo, porém: Andai em Espírito, e não cumprireis a concupiscência da carne. Porque a carne cobiça contra o Espírito, e o Espírito contra a carne; e estes opõem-se um ao outro, para que não façais o que quereis. Mas, se sois guiados pelo Espírito, não estais debaixo da lei. Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, fornicação, impureza, lascívia, idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus. Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança. Contra estas coisas não há lei. E os que são de Cristo crucificaram a carne com as suas paixões e concupiscências. Se vivemos em Espírito, andemos também em Espírito.” (Gálatas 5:16-25)

Deus diz: “Eu vou dar a vocês”. Então, não é você que se faz um Pastor é Deus que entrega o Pastor. O Pastor que eu, Renê, dou para vocês é um Pastor limitado. Mas o Pastor que tem o aval de Deus é ungido, cheio de sabedoria e tomado de inteligência.  Para poder discernir o tempo mal, discernir a hora da crise, discernir a hora da guerra.

Você vai descobrir que Abraão, o Patriarca, o primeiro Pastor, foi também o primeiro Profeta e o primeiro Homem da Fé. Ele lidava com rebanho e tinha o parente, Ló, que também trabalhava com rebanho. E chegou o momento, lá em Gênesis 13, que tiveram que se separar. Por causa do rebanho, eles não estavam sabendo caminhar em unidade. O que Deus prometeu para Abraão? Eu vou abençoar você deveras, vou dar sabedoria e inteligência no campo da fé. Sabedoria e inteligência no campo da fé, resolvem qualquer problema. Depois, quando Faraó encontrou a família de Jacó, e este se levanta e abençoa Faraó, o rei do Egito entendeu que aquele homem era um patriarca. O pedido de José  a ele foi um apenas: que os irmãos continuassem sendo, cada um, Pastor.

Então, nós somos pastores, se você correr para Gênesis 4, começa a história de um pastor. Tudo que a gente vê na Bíblia traduzido é: Como vou manter esse rebanho. Lá em Salmos 80, Deus dá ideia de pastor. Ele dá ideia de que Ele é o pastor e nos guia em todo o tempo.

 

Todos os Pastores que vêm da parte de Deus são dotados de inteligência e sabedoria. Eles buscam discernimento dos Céus e os Céus se movem a favor deles. Querido, você sabe muita coisa, mas ainda precisa buscar muito a Deus para saber o que Ele quer lhe falar neste tempo, precisa buscar a inteligência e sabedoria. Deus nos usa quando o poder dEle está sendo manifestado em nós. A promessa é: “Eu lhes darei pastores, segundo o meu coração…” Como homens de Deus e líderes que somos, precisamos vencer as obras da carne e andar no espírito, pois o rebanho que estamos cuidando pertence ao Senhor. Daí a importância do nosso conteúdo ser de sabedoria e de inteligência para apascentar o rebanho do Bom Pastor. Jesus é o Pastor do rebanho. Esse rebanho tem destino seguro. Gosto da frase: Os céus são o nosso destino. A Terra é a nossa missão. Estamos em missão! E você tem convicção da missão que Deus confiou a você? Alguns recebem a missão de ser advogado, médico, engenheiro, enfermeiro, profissional liberal… todas essas missões possuem prazo de validade aqui na terra, mas são missões. Só que a missão aqui na Terra acaba, a missão de um Pastor resulta na eternidade. Começamos uma obra que nunca termina, é um ministério que merece honra. A Palavra diz que aquele que almeja o episcopado, excelente obra deseja. Então, eu vou desejar a obra do episcopado, porque é uma obra do Espírito na minha direção. E podemos lembrar da promessa do Senhor de que Ele daria Pastores segundo o Seu coração para apascentarem o rebanho com inteligência e sabedoria, Então, não podemos ser Pastores segundo o coração de Deus, cheios de obras da carne. Como seremos partícipes da grande multiplicação cheios de mazelas? Não temos como multiplicar o rebanho assim. A alegria de qualquer Pastor é ver o rebanho em expansão. Quanto mais o rebanho cresce, mais o Pastor se alegra. Só que um Pastor mergulhado na obra da carne, perde essa alegria.

 

Deus tem um rebanho grande e confia que eu e você vamos cuidar das Suas ovelhas. Temos que guardar essa chamada de responsabilidade. Todo Pastor que cuida do rebanho com sabedoria e inteligência se torna líder de uma grande multiplicação. E essa multiplicação não está ligada a quantidade de pessoas apenas, mas às vidas que o Senhor confiou a você. As pessoas que estão debaixo de um Pastor que vence as obras da carne, se tornam matrizes para uma grande multiplicação. Ovelha multiplica ovelha e Pastor cuida de ovelha e forma líderes e Pastores. E assim o rebanho se multiplica.

A missão do Pastor é a de proteger o rebanho, os discípulos, os Pastores, Bispos, Apóstolos. Acredite, em meio às dificuldades, ainda assim estamos vivendo um momento de oportunidades. E a pergunta é: O que você vai fazer com isso? Da minha parte, estou me organizando para ser um Pastor da inteligência e sabedoria, que vive no espírito e luta contra a carne. E você?

 

Fonte: MIR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *